0800 880 6767 | 4003-6767 |

Inscreva-se

ENADE

Cadastre-se gratuitamente e receba o nosso guia completo.

Tudo sobre o Enade

Muitos estudantes de graduação já devem ter ouvido falar do Enade. Porém, você sabe para que ele serve? O Enade é importante para quem está no ensino superior, mas ainda gera várias dúvidas. Ao longo dos próximos tópicos, vamos explicar o que é o Enade, quando ele foi criado, seu objetivo, processo de inscrição, formato da prova, além de diversos materiais complementares sobre teste vocacional, carreira e roteiro de estudos. Siga com a leitura até o final para ficar por dentro de todo o conteúdo!

O que é o Enade?

Para entender o significado do Enade, você precisa, antes de tudo, saber a que essa sigla se refere. Desse modo, Enade é a abreviação Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes.

Ele foi criado para avaliar os alunos matriculados em cursos de graduação, tanto aqueles que estudam no formato presencial quanto em EAD.

A ideia é verificar como está o rendimento dessas pessoas, levando em consideração os conteúdos aprendidos ao longo das aulas.

Além disso, o Enade também é uma maneira de o Ministério da Educação (MEC) avaliar as faculdades e universidades do país. Isso porque, por meio das notas dos estudantes, é possível ter um parâmetro da qualidade do ensino ofertado.



Para que serve o Enade?

A avaliação Enade, como mencionamos, é uma forma do MEC verificar as habilidades dos estudantes de graduação. Por meio de uma prova, é possível analisar o nível de conhecimento que os alunos possuem dentro da área de estudo em que se capacitaram.

Quanto melhores as notas dos alunos, maior a pontuação dada para instituição de ensino à qual estão vinculados. Afinal, isso é um indicador de que a faculdade ou universidade possui boas diretrizes curriculares e está ajudando o candidato a desenvolver seu potencial.

Além do mais, o resultado da prova mostra o quão preparados os alunos estão para ingressar no mercado de trabalho, do ponto de vista de conhecimentos técnicos relacionados às suas áreas de atuação.



Qual o objetivo do Enade?

O objetivo do Enade é medir o nível de conhecimento dos estudantes de um curso superior. A prova traz questões tanto relacionadas a questões técnicas da área de estudo do candidato, quanto perguntas ligadas à realidade do Brasil e do mundo.

Ou seja, o Inep quer analisar quão bem preparado o aluno está em termos acadêmicos e para entrar no mercado de trabalho.

O resultado da prova, no entanto, não interfere no currículo escolar. E, por enquanto, não traz um índice de aprovação ou reprovação individual.

Apesar do candidato receber uma nota, ela funciona mais para conferência pessoal de rendimento. Porém, para as faculdades e universidades, essa nota é importante, já que ela ajuda a classificar os cursos de graduação e a qualidade das próprias instituições.

As provas do Enade são aplicadas uma vez ao ano, geralmente no mês de novembro. Já as inscrições são realizadas quase sempre entre os meses de julho e agosto.



Quando fazer o Enade?

Uma dúvida muito comum a respeito do Enade é quando fazer a prova? Afinal, alunos de todos os cursos participam de uma única vez?

Na verdade, a cada ano, o MEC divulga uma lista com os cursos que serão avaliados naquele período. Isso significa que apenas os estudantes matriculados nas graduações citadas precisam realizar a inscrição.

Certo, meu curso foi selecionado. Então, automaticamente, preciso realizar a prova, não é? É necessário ter atenção quanto a isso.

O motivo é que apenas os alunos que estão perto de concluir o curso e aqueles que acabaram de entrar na faculdade é que necessitam fazer a inscrição. Todavia, somente os concluintes é que fazem a prova em si.

Caso se enquadre nos requisitos citados, basta ir até a página do Enade e ficar por dentro de todas as informações.

Notícias do Enade

O que você está procurando?

Como os cursos avaliados no Enade são definidos?

Todos os anos, o MEC faz a seleção dos cursos que serão avaliados com a prova do Enade. Isso é feito por meio da Comissão de Avaliação da Educação Superior, órgão que cuida da coordenação e supervisão do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior.

É importante que você saiba que os cursos são avaliados de forma cíclica, com um tempo máximo de três anos entre cada processo. Além do mais, apenas as graduações que tenham mais de 2.000 alunos matriculados no Brasil podem ser selecionadas.

Quando foi criado o Enade?

O Enade surgiu no ano de 2004, sendo parte do SINAES, Ele é organizado pelo Inep, mesmo órgão responsável pelas provas do Enem, e é um dos três principais parâmetros para medir a qualidade de ensino dos cursos de graduação.

Qual a importância do Enade para as instituições?

A avaliação do Enade verifica o conhecimento dos estudantes dentro de seus respectivos cursos. Ao fazer isso, o Ministério da Educação consegue mensurar melhor a qualidade das diversas graduações ofertadas no país. Afinal, ocorre um cruzamento de informações: notas dos candidatos com os locais onde estudam e o curso em que estão matriculados. De forma geral, as instituições de ensino que já são reconhecidas pelo MEC, como a Estácio, possuem um rendimento superior àquelas que ainda estão em processo de certificação. Portanto, quando for procurar um local para estudar fique atento à nota de avaliação do MEC. O conceito mínimo que uma instituição pode receber é 1 e o máximo é 5. Então, procure as que têm notas maiores, pois isso transmite mais credibilidade. Aqui na Estácio, por exemplo, vários de nossos cursos são avaliados com conceitos 4 e 5, o que demonstra a boa qualidade de ensino que você vai encontrar.

Qual a importância do Enade para o ensino?

Ao entrar na faculdade, você busca conquistar um bom futuro profissional, correto? Bem, o Enade é a sua oportunidade de testar os conhecimentos que aprendeu ao longo dos anos de estudo e verificar o quanto está preparado para entrar no mercado de trabalho. Ou seja, a prova serve como um parâmetro para o estudante concluinte, uma maneira objetiva de ele avaliar como estão suas habilidades dentro do campo de atuação que escolheu.

O que é ingressante no Enade?

Alunos ingressantes são aqueles que iniciam o curso de graduação no próprio ano de realização do Enade. Além disso, eles precisam estar devidamente matriculados e ter carga horária integralizada entre 0% e 25% até o último dia em que as inscrições para a prova ocorrem. O motivo pelo qual esses estudantes são inscritos no Enade é para que o Inep tenha um parâmetro de quantas pessoas estão entrando no curso em cada instituição.

O que é concluinte no Enade?

É preciso observar o tipo de curso em que os concluintes estão matriculados. No caso daqueles que fazem graduação tecnológica, é preciso que tenham finalizado 75% ou mais da carga horária curricular definida pela instituição de ensino até o último dia das inscrições para a prova. Já os alunos de bacharelado e licenciatura precisam ter integralizado 80% ou mais da carga horária no mesmo período. Também devem fazer a avaliação todos aqueles que: tenham previsão de finalizar o curso até julho do ano subsequente à edição do Enade, no caso de estudantes de cursos tecnológicos; tenham previsão de finalizar o curso até dezembro do ano subsequente à edição do Enade, no caso de estudantes de cursos de bacharelado e licenciatura. Os alunos concluintes são vitais para o Enade. Afinal de contas, são eles que, de fato, fazem as provas. E as notas desses candidatos são usadas como um dos parâmetros para medir a qualidade de ensino de cada instituição do país.

Como são escolhidos os alunos para fazer o Enade?

Como você já viu, todo estudante universitário, ingressante ou concluinte, dos cursos anualmente selecionados pelo MEC precisa ser inscrito no Enade. Todavia, apenas aqueles que estão finalizando a graduação fazem a prova e respondem a um questionário específico. Já os que estão no início do curso, não precisam se preocupar em estudar para garantir uma boa nota na avaliação. Isso porque o Inep utiliza como pontuação de referência aquelas que receberam no Enem.

Quem pode ser dispensado do Enade?

Todos os alunos ingressantes dos cursos selecionados pelo MEC estão automaticamente dispensados de fazer a prova. Contudo, também são dispensados os concluintes aqueles que faltaram ao exame e justificaram a ausência, de acordo com os critérios do edital do Enade.

O que precisa levar no Enade?

Todo candidato que vai fazer o Enade, deve levar para a prova um documento oficial com foto e uma caneta esferográfica preta de tubo transparente. Sendo assim, separe seu material um dia antes, de modo a evitar esquecer alguma coisa.

Qual a nota máxima do Enade?

A nota do Enade é baseada em conceitos que vão de 1 até 5, sendo que este último representa a pontuação máxima. Para que o aluno atinja a maior nota possível é necessário um esforço individual, mas também um bom suporte da instituição de ensino. Dessa maneira, estude ao longo de toda a graduação, participe de projetos de iniciação científica e monitoria. Além disso, cobre da faculdade ou universidade qualificação dos professores do local e estrutura adequada.

Por que é importante ter um bom desempenho no Enade?

Caso você se enquadre nos requisitos para fazer o Enade, precisa realizar a prova. Afinal, ela se torna obrigatória para a liberação do diploma de nível superior. Sendo assim, se faltar a prova e não justificar a ausência, não conseguirá se formar. Além dessa questão, garantir uma boa nota no Enade indica que você tem um ótimo conhecimento na área de estudo que escolheu. Isso faz com que suas chances de conseguir um bom emprego aumentem, pois estará bem preparado para o mercado de trabalho. Ainda é importante ressaltar que quanto maior o seu nível de aprendizado na graduação, maiores as chances de conseguir ser aprovado em qualquer pós-graduação que escolher. Os ingressantes, apesar de serem inscritos no Enade, não realizam a prova. Assim, para eles, a pontuação do exame passa a ser aquela alcançada no Enem. Caso ainda esteja em dúvida sobre qual curso de graduação escolher, faça um teste vocacional. Ele vai ajudá-lo a conseguir um melhor direcionamento dos cursos e profissões mais combinam com você.

O Enade é obrigatório?

Sim, a prova do Enade é obrigatória para os estudantes dos cursos de graduação que aparecerem na listagem anual do MEC. Isso inclui cursos de bacharelado, licenciatura e tecnológicos, sejam eles presenciais ou em formato EAD.

Quem deve fazer o Enade?

Quem faz Enade são os alunos ingressantes e concluintes de qualquer curso de ensino superior. Você deve ficar atento à listagem liberada pelo MEC anualmente para saber se o seu curso está entre os selecionados no período para avaliação. Em caso positivo, precisará fazer a sua inscrição. E lembre-se: para os estudantes concluintes, o Enade tem um peso ainda maior, pois é pré-requisito para a liberação do diploma, documento fundamental para quem busca crescimento na carreira. Agora que você já sabe quem precisa fazer Enade, vamos entender os principais detalhes da prova de 2021.

Como será o Enade 2021?

Por conta da pandemia do coronavírus, a avaliação Enade de 2020 não ocorreu. Sendo assim, a prova de 2021 será aplicada tanto para os cursos elegíveis no período atual quanto para aqueles que estavam elegíveis no ano de 2020. Todavia, o MEC ainda não divulgou a data oficial das provas. Porém, o mais provável é que elas sejam aplicadas em novembro. Inclusive, já foi divulgado o edital para a seleção dos professores que farão a elaboração e a revisão das provas. Portanto, mantenha-se informado junto ao seu coordenador de curso sobre o andamento do exame. Afinal, como você já sabe, ele é obrigatório e necessário para a obtenção do diploma.

Quais cursos fazem o Enade 2021?

Os cursos avaliados pelos Enade são divididos em três grupos: saúde e ciências agrárias, ciências exatas, ciências humanas e sociais. No ano de 2021, os dois últimos grupos participarão de uma única vez, ou seja, os cursos de 2020 e 2021. Isso inclui as seguintes graduações:
Artes Visuais;
Ciência da Computação;
Ciências Biológicas;
Ciências Sociais;
Educação Física;
Física;
Geografia;
História;
Letras - Inglês;
Letras - Português;
Letras - Português e Espanhol;
Letras - Português e Inglês;
Matemática;
Música;
Pedagogia;
Química;
Design;
Filosofia;
Sistemas de Informação;
Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas;
Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação;
Tecnologia em Redes de Computadores;
Administração Administração Pública Ciências Contábeis;
Ciências Econômicas;
Comunicação Social - Jornalismo;
Comunicação Social - Publicidade e Propaganda;
Direito;
Psicologia;
Relações Internacionais;
Secretariado Executivo;
Serviço Social;
Teologia;
Turismo;
Comércio Exterior;
Design de Interiores;
Design de Moda;
Design Gráfico;
Gastronomia;
Gestão Comercial;
Gestão da Qualidade;
Gestão de Recursos Humanos;
Gestão Financeira;
Gestão Pública;
Logística;
Marketing;
Processos Gerenciais.

Como se inscrever no Enade?

Em relação ao processo de inscrição, temos uma boa notícia para você: não precisa se preocupar com isso. O motivo é que são as instituições de ensino superior que cadastram os estudantes no Enade. Então, você apenas deve se informar junto à coordenação e com os seus professores sobre o assunto. Caso precise fazer a prova, fique atento ao dia em que ela será realizada para não perder a data.

Não fiz o Enade, e agora?

Caso você se enquadre nas regras para fazer o Enade e não compareça à prova, sua situação acadêmica fica irregular. Dessa maneira, você não conseguirá colar grau nem pegar o diploma até que regularize tal condição. Mas, como fazer isso? Bem, é possível justificar a ausência diretamente no site do Enade ou entrar em contato com o seu coordenador de curso e pedir que ela faça esse processo. A escolha de qual caminho seguir varia dependendo da justificativa que for apresentar. Caso a falta tenha sido por um motivo pessoal, é você que tem que solicitar a regularização. Contudo, se não compareceu ao Enade por questões relacionadas a alguma atividade curricular, é a instituição de ensino que precisa apresentar a solicitação de dispensa.

Quem faz o Enade não apresenta TCC?

Alguns estudantes acreditam que quem faz o Enade não apresenta o TCC, estando livre desse trabalho. No entanto, isso é um mito. Assim, independentemente de ter feito ou não a prova, você terá que elaborar seu Trabalho de Conclusão de Curso caso queira concluir a graduação. Outro mito bem popular é o de que é a instituição de ensino que escolhe os estudantes que vão participar da prova. Porém, como você já descobriu, essa seleção é feita pelo MEC e inclui todos os alunos concluintes dos cursos que serão avaliados. Mais um mito bem difundido é que a prova do Enade é composta apenas de questões objetivas. Todavia, como iremos explicar mais à frente, o teste também possui perguntas discursivas.

Quais os instrumentos básicos do Enade?

O Enade é uma prova um pouco diferente da maioria das avaliações elaboradas pelo MEC. Isso porque ela é composta pela aplicação de quatro instrumentos. O principal deles é o exame em si. Porém, também há o questionário do estudante no Enade, que visa traçar um perfil dos candidatos, ajudando a entender melhor os resultados finais. Também há o questionário de percepção da prova do Enade. Como o nome sugere, essa enquete é feita após a avaliação e visa compreender o que os estudantes acharam das perguntas da prova. Por fim, há o questionário do coordenador de curso no Enade. Este é destinado a criar um perfil dos coordenadores das graduações de cada instituição de ensino.

Como funciona a prova?

A avaliação Enade é de extrema importância para o Ministério da Educação, para as faculdades e universidades e também para os estudantes. Ela é composta de 40 questões, de um questionário de percepção da prova e tem um tempo de duração de quatro horas. De todas as perguntas, 10 estão relacionadas à formação geral do aluno e as outras 30 são voltadas à área de formação específica do curso escolhido. Do primeiro grupo, oito questões são objetivas e duas são discursivas. Do segundo grupo, são 27 questões objetivas e três discursivas. Para se sair bem nas provas do Enade, você precisa ter estudado de forma regular ao longo de toda a graduação. Sendo assim, evite procrastinar as atividades do curso e mantenha seus objetivos claros. Vale a pena, inclusive, usar técnicas de mindfulness para ajudar a melhorar a sua concentração. No blog da Estácio, por exemplo, criamos um post com diferentes dicas para quem quer manter a motivação nos estudos.

O que cai no Enade?

Como explicamos no tópico anterior, a prova do Enade é composta de 40 questões (10 de conhecimentos gerais e 30 de conhecimentos específicos). Você tem um total de quatro horas para responder todas as perguntas, marcar o gabarito e responder o questionário de percepção da prova. As perguntas que possuem maior peso para a nota final são aquelas específicas. Elas trazem tanto questionamentos práticos quanto situações-problema e estudos de caso que necessitam de uma reflexão maior. Já o grupo de perguntas gerais é composto de temas diversos, porém sempre relacionados à melhoria da sociedade. Assim, é possível encontrar questões ligadas à inclusão social, sustentabilidade, mobilidade urbana, tecnologia da informação etc. Ou seja, é essencial que você esteja bem atualizado sobre o que está ocorrendo no mundo. Para ter uma ideia mais clara do que esperar da prova do Enade, vale a pena entrar no site oficial e conferir os exames e gabaritos de anos anteriores. Outro ponto importante do processo seletivo está relacionado ao tempo mínimo de permanência no exame. Para poder assinar a lista de presença e validar sua participação, é preciso ficar no local de prova por, pelo menos, uma hora.

Como são as questões do Enade?


As questões do Enade dividem-se em dois grupos: um de conhecimentos gerais relacionados à sociedade atual e outro de conhecimentos específicos do curso de cada candidato. As perguntas da formação geral correspondem a 25% da nota final. Sendo que as duas questões discursivas englobam 40% desse percentual, e as oito questões objetivas respondem por 60%. As perguntas específicas possuem um peso de 75% na nota final. Desse montante, 15% vem das três questões discursivas e 85% das 27 questões objetivas. Cada pergunta objetiva é composta de cinco alternativas, sendo que apenas uma está correta. Já as perguntas discursivas possuem um campo de resposta de 15 linhas. Dessa forma, você deve apresentar a sua resposta dentro desse limite.

Quais são as etapas do Enade?

Para entender melhor a avaliação Enade, você precisa entender quais são as etapas que compõem o exame. Na tabela abaixo, apresentamos cada uma delas, bem como quem é o responsável por lidar com cada fase:

Etapa do Enade Responsável pelo processo
Inscrição dos estudantes ingressantes e concluintes habilitados Coordenador do curso
Solicitação de atendimento especializado, específico e/ou por nome social dos estudantes concluintes Estudante
Resultado da solicitação de atendimento especializado, específico e/ou por nome social dos estudantes concluintes Estudante
Preenchimento do Questionário do Estudante Estudante
Divulgação dos locais de prova no Sistema Enade Inep
Aplicação da Prova Inep
Solicitação de dispensa de prova por iniciativa do estudante Estudante
Divulgação dos resultados do Enade Inep


Cada uma das etapas citadas ocorre em uma data específica. Para a prova de 2021, contudo, ainda não foi divulgado o calendário oficial dessa programação.

Quando será a prova do Enade 2021?

A data do próximo Enade ainda não foi divulgada pelo MEC. O motivo é que, por conta da pandemia do coronavírus, foi preciso reestruturar todo o calendário das provas. Inclusive, a avaliação de 2020 acabou sendo cancelada e transferida para ocorrer junto com a prova de 2021. Porém, não é por conta das incertezas do Enade que você vai adiar a sua inscrição em um curso superior, não é mesmo? No blog da Estácio, por exemplo, temos um post completo sobre o vestibular EAD, assim você nem precisa sair de casa para começar uma graduação.

Qual o formato da prova Enade?


Depois de ler os tópicos anteriores, temos certeza que ficou fácil entender como funcionam as provas do Enade. Todavia, é sempre bom revisar essa questão para não restarem dúvidas sobre o assunto. Portanto, aqui apresentamos um apanhado geral dessas informações: A avaliação Enade é composta de 40 questões, com perguntas objetivas e discursivas; Além de responder as perguntas, você também precisa, no momento da avaliação, responder o questionário de percepção da prova; O preenchimento do questionário do estudante, feito antes do momento da avaliação, é obrigatório; A inscrição para a prova é feita pela instituição de ensino superior na qual o aluno está matriculado; A prova possui 10 perguntas de conhecimentos gerais e 30 de conhecimentos específicos da área de atuação do candidato; O estudante tem quatro horas para terminar o exame.

Onde encontrar provas antigas do Enade?


Você pode conferir todas as provas antigas do Enade no site do Inep. No site, além de ter acesso aos exames de anos anteriores, também estão disponíveis os gabaritos de todas as questões, além dos padrões de resposta para as perguntas discursivas. O mais bacana é que as provas do Enade estão divididas de acordo com cada ano de realização do Enade e pelos cursos que foram avaliados nesses períodos. Ou seja, fica muito fácil de estudar.

Como justificar a ausência no Enade?

Como mencionamos anteriormente, caso você falte às provas do Enade, precisa justificar a ausência para regularizar sua situação acadêmica. A seguir listamos os requisitos e os passos para fazer a solicitação de justificativa. Caso você tenha faltado por motivos pessoais, precisa entrar no site do Enade e fazer o pedido de forma eletrônica. As justificativas aceitas pelo MEC para a falta são:
Acidentes;
Assalto;
Casamento;
Extravio, perda, furto ou roubo de documento de identificação;
Luto;
Acompanhamento de cônjuge transferido(a) de município por seu empregador;
Saúde;
Maternidade;
Paternidade;
Atividade acadêmica;
Concurso público ou processo seletivo de trabalho intercâmbio;
Privação de liberdade;
Trabalho.
Por outro lado, se tiver perdido a prova por questões acadêmicas, o que inclui intercâmbio e atividades extracurriculares, é preciso que seu coordenador de curso entre no site do Enade para justificar a ausência. Em ambos os casos, a dispensa só será concedida caso você tenha preenchido o questionário do estudante. Aquele que é liberado antes da prova. Também é possível justificar a ausência quando a instituição de ensino não inscrever o estudante no Enade ou esquecer de avisá-lo sobre a avaliação. Nessas situações, é de responsabilidade do coordenador fazer a solicitação de dispensa. É importante frisar que apenas quando a falta do aluno é decorrente de um erro da faculdade ou universidade é que ele fica liberado da obrigatoriedade de preencher o questionário.

Quando sai os resultados do Enade?

Se você for uma pessoa ansiosa, temos uma má notícia para lhe dar: o resultado da nota do Enade demora para ser liberado. De forma geral, são cerca de nove meses para que você consiga ter acesso a sua nota. Ao observarmos os últimos cronogramas da prova, é possível perceber que ela quase sempre ocorre no mês de novembro. Já o resultado, apenas é liberado pelo Inep no mês de agosto do ano subsequente.

Como saber a nota do Enade?

A nota do Enade pode ser acessada no site enade.inep.gov.br/enade, de acordo com o cronograma indicado a cada edição. O cálculo da pontuação é obtido por meio da junção do desempenho do estudante nas perguntas de conhecimentos gerais e naquelas de conhecimentos específicos. Como explicamos em tópicos anteriores, a formação geral tem um peso de 25% sobre a sua nota final. Já as questões específicas são responsáveis por 75% da nota. O cálculo para chegar a esses resultados, no entanto, é um pouco complicado e envolve média ponderada e equações baseadas em conceitos de Estatística. Se quiser entender melhor como calcular a nota individual do Enade, basta conferir o documento liberado pelo Inep em 2018, como todos os dados técnicos.

Como saber se fui selecionado para o Enade?


A principal forma de saber se você foi selecionada para participar do Enade é entrando em contato com o coordenador do seu curso. Afinal é a instituição que faz a inscrição dos alunos. Várias faculdades e universidades, inclusive, divulgam em seus sites uma lista com todos os cursos que vão participar da prova no respectivo ano e trazem, também, os nomes dos alunos. Você ainda pode acessar o site enadeies.inep.gov.br para verificar a sua situação. Já se quiser saber sua nota do Enade, basta entrar no site oficial da prova e conferir o resultado.

O que acontece se eu for reprovado no Enade?


Atualmente, o aluno não pode reprovar no Enade. Ele pode, sim, tirar uma nota baixa, porém isso não afeta o currículo escolar nem faz com que precise refazer a prova. Também não o deixa com pendência na instituição de ensino. Essa situação, no entanto, pode mudar em breve. O motivo é que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, pretende criar punições para os candidatos que acertarem entre 10% e 20% das questões apresentadas. Porém, nada ainda foi definido e o próximo edital deve seguir sem modificações nesse quesito. Todavia, apesar de você não ser reprovado no Enade, é importante tirar uma boa nota na prova. Isso porque quanto maior sua pontuação, maior o seu nível de preparo para ingressar no mercado de trabalho. Sendo assim, organize-se ao longo da graduação para manter os estudos em dia. Inclusive, existem várias ferramentas tecnológicas que podem facilitar esse processo. Nós criamos um post apenas voltado a esse assunto. Confira aqui. Também não se esqueça de criar um cronograma de estudos. Isso, com certeza, vai ajudá-lo a manter sua rotina e produtividade. Caso não saiba como montar um cronograma, baixe a planilha gratuita que criamos para você.

Onde consigo documento de regularidade junto ao Enade?

Caso você precise de um documento oficial que ateste a sua regularidade junto ao Enade, basta conversar com o coordenador do curso no qual está matriculado. Ele é o responsável por emitir essa declaração. Caso você seja estudante de algum curso que não é avaliado pelo Enade, precisa ir até a Pró-reitoria de Graduação da sua faculdade ou universidade para pedir a declaração.

Enade é de quanto em quanto tempo?

A prova do Enade ocorre todos os anos. Contudo, como você já sabe, a cada ano um grupo de cursos de graduação é avaliado. De modo geral, o ciclo de avaliação se repete de três em três anos. Em 2015, por exemplo, foram avaliados os cursos de Administração, Ciências Econômicas, Ciências Contábeis, Design, Direito, entre outros. Nos anos de 2016 e 2017, eles não participaram da prova. Todavia, voltaram a ser selecionados em 2018.

O que é questionário do estudante no Enade?

O questionário do estudante é uma etapa obrigatória do Enade. Ele é liberado para acesso no site oficial do exame logo depois do encerramento das inscrições e fica disponível para preenchimento até uns dias antes da data da prova. Como já explicamos, você precisa ter preenchido o questionário caso queira justificar sua ausência na prova. Do contrário, o MEC não libera a dispensa. Porém, para que serve essa lista de perguntas? Bem, ele é uma forma do Ministério da Educação coletar informações gerais sobre os estudantes e, assim, conseguir criar um perfil dos candidatos participantes. Isso ajuda no processo de avaliação dos cursos e também das instituições de ensino.

É obrigatório preencher o questionário do estudante?


Sim. O questionário precisa ser totalmente preenchido por todos os estudantes concluintes. Se você pular esta etapa, não vai conseguir visualizar seu local de prova nem justificar ausência caso falte ao exame. Sendo assim, acesse o site do Sistema Enade assim que o questionário for liberado para evitar contratempos.

Qual o melhor método para fazer a prova Enade?

Para fazer as provas do Enade de forma tranquila, confira as dicas a seguir:
Esteja sempre atualizada sobre as notícias do mundo;
Comece a prova respondendo às questões objetivas específicas e, depois, passe para as discursivas;
Deixe para responder às questões de formação geral depois de ter terminado todas as perguntas específicas;
Pule as questões nas quais está em dúvida;
Procure pelas provas de anos anteriores para praticar;
Confira o seu local de prova com antecedência;
Separe o seu documento de identidade e sua caneta uma dia antes da prova;
Seja objetivo nas questões discursivas.

Enade e a Estácio

A Estácio é reconhecida pelo MEC com nota 4 e 5 em vários cursos e, da mesma forma, diversos cursos possuem nota máxima na avaliação do Enade. Portanto, nos comprometemos em oferecer o melhor ensino superior e suporte aos alunos. Então, não perca tempo, solicite uma transferência de faculdade e venha estudar conosco. Esperamos ter te auxiliado com este guia completo e que você alcance o resultado final esperado no Enade. Conte com a Estácio!

Projeto Avaliação

O Projeto Avaliação é um programa da Enade Estácio que tem como objetivo ajudar seus alunos a terem um desempenho melhor na graduação e, consequentemente, no Enade e no mercado de trabalho. Esse programa é destinado aos alunos dos 6º e 7º períodos, matriculados em cursos de bacharelado e licenciatura. No caso dos estudantes dos cursos tecnólogos, podem participar aqueles que estudam presencialmente e estão no 3º e 4º períodos. O Projeto Avaliação funciona por meio de uma prova, na qual são avaliadas as competências desenvolvidas por eles ao longo da graduação. Dependendo do resultado obtido, os alunos podem conquistar até 3 pontos adicionais em qualquer disciplina na qual estejam matriculados. A nota também é importante para a Estácio identificar pontos de melhoria nos cursos ou obter um feedback positivo dos seus programas de graduação. O Projeto Avaliação ocorrerá nas seguintes datas:

ÁREAS DATAS
ENGENHARIA 10 e 11/5
TECNOLOGIA 10 e 11/5
NEGÓCIOS 12, 13 e 14/5
SAÚDE 17, 18 e 19/5
CIÊNCIAS JURÍDICAS 20, 21 e 24/5
ECONOMIA CRIATIVA 25 e 26/5
EDUCAÇÃO 27 e 28/5
REPESCAGEM 27 e 28/5

Ver Mais